Realidade Figital: O estilo de vida do consumidor vai abranger os mundos físico e digital em 2021

Este artigo aborda uma das tendências do white paper sobre as 10 Principais Tendências de Consumo 2021. Clique aqui para fazer o download do relatório completo.

Em meio a bloqueios para conter a disseminação do Coronavirus (COVID-19), os consumidores adotaram dispositivos conectados à Internet para manter suas rotinas diárias mais próximas do que eram antes de ficarem confinados em casa. Com a ajuda de softwares de videoconferência, bem como ferramentas de realidade aumentada (AR) e realidade virtual (VR), muitos desenvolveram novos hábitos em torno não apenas de trabalhar e aprender, mas também de se exercitar, fazer compras, socializar e muito mais, e isso permitiu ficar virtualmente conectados ao mundo exterior, apesar de estarem fisicamente separados.

Embora as expectativas sejam que os consumidores não serão mais forçados a ficar em casa em 2021, muitos escolherão fazer isso com mais frequência do que antes da pandemia. Agora estabelecidos em suas rotinas caseiras, eles continuarão a explorar novas maneiras de se conectar com o mundo exterior digitalmente, sem ter que deixar o conforto e as conveniências do lar. Enquanto isso, eles só se aventurarão a visitar espaços físicos reabertos, como academias e lojas, quando for realmente necessário e conforme desejado.

Como resultado desta mudança, as marcas globais vão continuar a investir em formas de cativar os consumidores tanto no físico como no universo digital em 2021. As mais bem-sucedidas serão aquelas que proporcionarem experiências memoráveis ​​a seus clientes, não importa onde eles estejam, ao mesmo tempo em que coletam dados valiosos e impulsionam as vendas do comércio eletrônico.

Gurus do fitness promoverão uma rotina em casa conectada digitalmente

As restrições às ofertas de serviços de academia ao longo de 2020 levaram muitos consumidores a desenvolver uma rotina de exercícios em casa. Enquanto alguns o fizeram com a ajuda de vídeos do YouTube, outros compraram equipamentos conectados à Internet, como o Peloton Tread, as bicicletas da SoulCycle At-Home e o Espelho da Lululemon, que permite participar de aulas ao vivo com outros usuários ou o acesso sob demanda, para realizarem as aulas quando for mais conveniente. À medida em que transformaram suas casas em um estúdio de ginástica interativo, os consumidores ficarão relutantes em retornar às suas academias em 2021 com a frequência com que faziam antes da pandemia. Em vez disso, eles se tornarão defensores de seus novos fornecedores de fitness doméstico e dos produtos que são vendidos para seus amigos, familiares e antigos parceiros de ginástica, incluindo roupas e equipamentos.

Os consumidores vão adotar o e-commerce interativo mesmo com a reabertura das lojas de varejo

Como o fechamento de lojas de varejo não essenciais levou os consumidores, muitos pela primeira vez, a comprar tudo online em 2020, de acessórios a decoração para a casa, marcas e varejistas fizeram investimentos em formas inovadoras de comercializar seus produtos online. Ao adotar a transmissão ao vivo, provadores e lojas virtuais, empresas desde a Amazon até a Ralph Lauren aprenderam a replicar os aspectos favoritos dos consumidores nas compras na loja física – incluindo compras com amigos, navegação em displays e solicitação de conselhos de vendedores – inteiramente online. Como resultado, o crescimento do e-commerce em detrimento do varejo físico continuará mesmo com a reabertura das lojas em 2021, à medida que os consumidores adotam cada vez mais as ferramentas digitais que agora podem tornar o e-commerce não apenas mais conveniente, mas também mais divertido do que fazer compras nas lojas.

Em casa ou fora dela, a experiência do cliente será fundamental

Embora a promessa de vacinas eficazes para COVID-19 esteja deixando alguns otimistas para um rápido retorno à normalidade em 2021, empresas e consumidores não abandonarão as mudanças que tiveram de fazer ao longo de 2020. Ao mudar grande parte da vida para o mundo online, os consumidores, mais globalizados que nunca, agora estão mais confortáveis ​​se exercitando, fazendo compras, socializando e muito mais no conforto de suas casas. Portanto, embora os consumidores comecem a se aventurar a voltar a espaços físicos como academias e lojas quando quiserem e se sentirem seguros para fazê-lo em 2021, eles também continuarão a adotar atividades virtuais e interações sociais. Por estes motivos, as marcas devem oferecer experiências exemplares ao cliente em pontos de contato digitais e físicos em 2021 para coletar dados, impulsionar as vendas e promover a fidelidade na nova Realidade Figital.

Para obter mais informações sobre Realidade Figital e mais tendências globais que vão impactar o comportamento do consumidor em 2021, baixe o relatório das 10 Principais Tendências de Consumo 2021 da Euromonitor International.