Megatendência: Deslocamento das Fronteiras de Mercado

À medida que muitas partes do mundo se tornam superpovoadas e densamente cultivadas ou então atingem sua capacidade máxima, outras regiões começam a ganhar importância por seu potencial inexplorado.

Esta megatendência, conhecida como “Shifting Market Frontiers” ou então “Deslocamento das Fronteiras de Mercado”, irá influenciar as estratégias futuras das grandes empresas em diversos setores. Para garantir o crescimento futuro, os negócios vão ter que se adaptar às mudanças demográficas, às realidades econômicas e tecnológicas que trazem novos mercados ao centro dos holofotes.

Em 2030, os países emergentes e em desenvolvimento irão representar quase metade do PIB global e 86% da população mundial.

 Com os países emergentes ganhando cada vez mais importância, o aumento do interesse em mercados fronteiriços e os receios relacionados à estagnação dos países desenvolvidos, a economia global presenciou uma mudança de paradigma. O momento crítico aconteceu em 2008, quando países emergentes ultrapassaram, pela primeira vez, os países desenvolvidos quanto à contribuição ao PIB global em termos de PPC (Paridade do Poder de Compra).

A Euromonitor International prevê que essa mudança se manterá, com países emergentes e em desenvolvimento contribuindo com dois terços da produção global em 2030. No mesmo ano, das 10 maiores economias do mundo, seis serão países emergentes.

World GDP in PPP Terms 2000-2030

world GDP in PPP terms

Mudando o poder econômico: Ásia e África em destaque

À medida que mercados ocidentais atingem nível de maturação, cresce o interesse em áreas que ofereçam maior potencial. As economias que se desenvolvem mais rapidamente na Ásia e África são destaque da megatendência “Shifting Market Frontiers”. A Ásia deve se tornar a região econômica de maior importância nos próximos cinco anos, com a China liderando o crescimento. A África compreende 13 das 20 economias que crescerão mais rapidamente entre 2017 e 2030. As empresas multinacionais estão cada vez mais percebendo que seus principais fluxos de receita estão vindo da Ásia Pacífico e que as oportunidades mais lucrativas estão surgindo de países subdesenvolvidos no continente africano.

A China é um caso peculiar uma vez que a saturação de mercado e a competição acirrada nas principais cidades chinesas devem levar as empresas a mudar seus interesses para as cidades de porte médio que crescem mais rapidamente.  O aumento de investimentos, a crescente renda disponível, melhoramento da infraestrutura e a adoção de internet de alta velocidade são alguns das explicações para o crescimento de cidades de médio porte no país. Por exemplo, a cidade de Xiamen, na costa sudeste da China, irá triplicar seu mercado consumidor em termos reais até 2030, se tornando um mercado maior que Roma, Munique ou Barcelona.

Contudo, a estratégia de deslocamento para cidades de médio porte também apresenta desafios. O maior obstáculo para empresas estrangeiras será estabelecer o reconhecimento dos consumidores e canais de distribuição em áreas que eram antes subdesenvolvidas.

Para mais informações em como conduzir análises e as oito principais megatendências que irão impactar seus negócios, faça download relatório Megatrend Analysis: Putting the Consumer at the Heart of Business.