Latino Americanos Aumentarão os Gastos com Experiências de Viagens

Euromonitor International apresentou hoje um relatório exclusivo no evento de turismo World Travel Market (WTM) Latin America, revelando como a indústria de turismo da região está se desenvolvendo em meio às mudanças socioeconômicas e tecnológicas.

Cenário do Turismo da América Latina

  • Os Estados Unidos continuam a ser o país que mais envia turistas à América Latina em termos de número de viagens, porém os chineses estão se tornando visitantes cada vez mais frequente na região
  • O México continua a ser o país que mais recebe visitantes na América Latina, mas o Chile é o país que apresentou a maior taxa de crescimento em número de viagens entre 2012 e 2017
  • Das 20 cidades mais visitadas da América Latina, quatro estão no México e Peru, três estão no Chile, duas estão no Brasil e República Dominicana, e uma está na Argentina, Colômbia, Costa Rica e Uruguai
  • O Chile possui seis das dez cidades que apresentaram a maior taxa de crescimento em número de chegadas de estrangeiros entre 2012 e2017
  • Apesar do Rio de Janeiro ter sediado os Jogos Olímpicos em 2016, a cidade está na 34ª posição em termos de crescimento no número de chegadas de estrangeiros entre 2012 e2017
  • A Venezuela possui quatro das dez cidades que apresentaram a menor taxa de crescimento em número de chegadas de estrangeiros entre 2012 e2017
  • Foz do Iguaçu foi a cidade brasileira que apresentou o pior desempenho em número de chegadas de estrangeiros entre 2012-2017

Experience More: Megatendência impulsionando as experiências de turismo

Os consumidores estão cada vez mais investindo em experiências ao invés de compra de bens materiais, o que representa um enorme potencial para marcas que oferecem experiências de alto valor agregado. Os gastos com experiências irão aumentar de US$ 5,8 trilhões em 2016 para US$ 8,0 trilhões em 2030, usando serviços de lazer, recreação, viagens e serviços alimentícios como proxy.

“Experience More” é uma megatendência impulsionada por uma mudança fundamental nas atitudes dos consumidores desde a Grande Recessão de 2008/2009, na qual eles reduziram o consumo conspícuo e optaram por produtos e experiências de maior valor agregado. Em 2016, 36% dos consumidores globais indicaram preferir gastar seu dinheiro em experiências e não em coisas. A megatendência “Experience More” é um fenômeno verdadeiramente global, permeável em todos os setores, produtos e serviços, oferecendo infinitas oportunidades para que as marcas se tornem criativas.

De acordo com o Global Consumer Survey 2017 da Euromonitor International, 37% dos latino-americanos indicaram que pretendem aumentar os gastos com viagens de lazer e férias em 2018. Esta é a taxa de resposta mais alta vista entre todas as regiões que também está acima da taxa de resposta global de 29%. Viagens e férias é a atividade em que os consumidores da América Latina têm maior probabilidade de aumentar as despesas.

Para fazer o download do relatório exclusivo da Euromonitor International, acesse: http://go.euromonitor.com/event-2018-world-travel-market-latam.html