fbpx

By: Alison Angus

    Os consumidores estão adotando estilos de vida mais clean e minimalistas, tendo a moderação e a integridade como principais elementos. Essa nova geração de consumidores “sem vícios”, que reúne em sua maioria pessoas de 20 a 29 anos com bom nível de escolaridade, cresceu em meio à grande recessão, ao terrorismo e aos cenários políticos conturbados. Eles possuem uma visão de mundo mais ampla do que as gerações anteriores e se interessam em viver uma vida mais ordenada.

    Dizendo não…

    Os consumidores influenciados por essa tendência possuem fortes crenças e ideais. Eles são menos tolerantes e mais céticos. Acreditam que são capazes de fazer a diferença e isso influencia suas escolhas de consumo. Isso significa dizer não com mais frequência: não ao álcool, não aos hábitos não saudáveis, não aos produtos que contêm ingredientes de origem animal e, cada vez mais, não ao consumo desmedido ou desinformado. Esse grupo possui uma necessidade de impressionar que está menos relacionada às posses e mais voltada às experiências que gostariam de compartilhar.

    Os consumidores que buscam uma vida limpa preferem ficar em casa e relaxar ao invés de passar a noite na balada. Sair para curtir uma balada é caro, efêmero e, muitas vezes, não é saudável ou seguro. Estes consumidores preferem gastar dinheiro com experiências, como viagens de fim de semana, festivais e restaurantes, onde possam conversar com os amigos, ou com alternativas sociais mais saudáveis, como aulas fitness que variam desde o yoga até os treinos de alta intensidade.

    Eles recusam drogas recreacionais, não bebem ou bebem menos, praticam um consumo mais minimalista e estão determinados a viver de forma mais responsável. O movimento vegano já está com força total e, em 2018, os Clean Lifers irão mais longe, erradicando produtos que contêm ingredientes de origem animal de todas as áreas de suas vidas. Os defensores de uma vida limpa são hardcore em suas escolhas de abstemia, seja o veganismo, o fato de evitar o álcool ou outras escolhas relacionadas ao estilo de vida, mas exercem grande influência e a tendência se espalhará, atingindo outras pessoas também dispostas a aderi-la.

    Reagindo aos Clean Lifers

    Essas atitudes e preferências causam grandes rupturas nos negócios.

    A abstinência, aliada à necessidade de controlar a imagem e a aparência corporal, está mudando o cenário do socialização. Festivais sem bebidas alcoólicas, raves matinais, eventos de meditação coletiva e baladas fitness apresentam forte crescimento. Um exemplo é o Daybreaker, uma cafeteria no Brooklyn que começou em 2013 após experiências negativas nas baladas de um grupo de amigos adeptos à vida limpa. O local promove festas matinais fitness, por exemplo, com yoga e dança, em que todos curtem em sobriedade. A ideia foi tão bem recebida pela crescente geração de Clean Lifers que hoje o evento acontece em todas as partes da América, com rápida expansão global, incluindo o Reino Unido e Hong Kong.

    Com a crescente popularidade da sobriedade, os consumidores se frustram com as poucas opções de bebidas com baixo teor alcoólico ou sem álcool, especialmente ao se socializarem em bares e restaurantes. As opções de bebidas gaseificadas, como refrigerantes ou sucos tradicionais, são limitadas, especialmente considerando que o público está cada vez mais sofisticado. Algumas inovações surgiram em sucos e mocktails apresentados por marcas de nichos e pelos bares.  A aquisição da Seedlip, a primeira empresa de destilados não alcoólicos do mundo, pela Diageo, e o lançamento da cerveja sem álcool da Heineken, que leva o mesmo nome, demonstram que grandes empresas enxergam a importância da tendência de vida limpa e desejam entrar nesse negócio. Tudo isso em meio a um cenário de crescimento global nas vendas de cerveja sem álcool.

    Para saber mais, baixe o nosso relatório sobre as 10 Tendências Globais de Consumo para 2018.

    About Our Research

    Request a complimentary demonstration of our award-winning market research today.