fbpx

A nova pesquisa de bebidas alcoólicas da Euromonitor International apresentou um estudo sobre a crescente substituição do vinho pela cerveja premium no Brasil.

No mundo, o consumo histórico da cerveja premium e do vinho foi sempre muito similar. No Brasil, entretanto, a situação é bem diferente. A cerveja premium vem ganhando cada vez mais espaço entre os consumidores brasileiros e vem, aos poucos, substituindo o vinho. Os dados indicam que, para cada litro de vinho consumido em 2016 no país, quatro litros de cerveja premium foram consumidos. Em 2011, a proporção era de um litro de vinho para 2,7 litros de cerveja – um aumento de 49% em cinco anos.

O vinho ainda é visto como um produto não essencial na cesta de compra do brasileiro. Entre as bebidas alcóolicas, o vinho não é um dos produtos principais e com, a crise econômica, a população vem buscando uma alternativa com a mesma qualidade que possa ser consumida numa ocasião similar, porém com o custo mais acessível. Como comparação, enquanto o preço por litro de uma premium lager no varejo fica em torno de R$ 12 e o de uma cerveja escura premium não ultrapassa os R$ 23, o preço médio por litro de um vinho pode chegar aos R$32. A solução foi a cerveja de maior valor agregado.

 

Consumo do vinho vs. Cerveja premium | Volume total | em milhões de litros
CategoriesGeographies201120162021*
Beer – Premium LagerWorld29.003,6034.624,8042.576,50
WineWorld27.999,7028.154,6031.343,20
Beer – Premium LagerBrazil1.080,401.367,801.585,90
WineBrazil400,60341,20359,50

Fonte: Euromonitor International

*Projeção

O segmento de cervejas premium representava em 2007 cerca de 7% do volume total de cerveja no Brasil. Em 2016, essa proporção subiu para 11% – um cenário contrário ao que se espera de uma retração econômica. Uma explicação ao crescimento da cerveja premium deve-se ao fato que o brasileiro está mais aberto a experimentar novas marcas, tornando-se muito mais exigente. Esses consumidores buscam, cada vez mais, incluir as marcas premium em seus carrinhos de compra, mesmo que isso os obrigue a diminuir, em partes, a frequência de consumo do produto. Trata-se de uma tendência global de beber menos, mas beber melhor.

As projeções da Euromonitor indicam que as cervejas premium devem crescer 16% no Brasil até 2021, adicionando 1,6 bilhões de litros no mercado de alcóolicos – quatro vezes mais que o vinho adicionará à indústria no mesmo período.

About Our Research

Request a complimentary demonstration of our award-winning market research today.