fbpx

A nova pesquisa sobre bebidas alcóolicas indicou uma queda de 0,2%, pelo segundo ano consecutivo, no volume global de vendas de bebidas alcóolicas em 2016. No ranking global, o Brasil se manteve na terceira posição, movimentando 14 milhões de litros no ultimo ano.

O volume total de vendas no Brasil seguiu o padrão global e também contraiu, tanto no varejo quando no canal foodservice, em consequência dos efeitos da crise econômica uma vez que os consumidores estão fazendo compras de maneira mais racional, considerando seu orçamento e a real necessidade de cada produto. Assim, não surpreendentemente, houve uma redução na frequência de consumo e uma busca por produtos mais acessíveis em quase todas as categorias de alcóolicos.

Em contramão a esse cenário negativo, uma categoria se destacou: as RTDs, ou bebidas mistas como são conhecidas pela indústria (bebidas que misturam o destilado ou cerveja com sucos, chás e até refrigerantes), que apresentaram crescimento de 42% no volume total de vendas em 2016. É o caso das queridinhas do momento, a linha Skol Beats, a Catuaba e, a mais nova no mercado, Smirnoff X1.

O crescimento expressivo de 48% dessa categoria está associado à queda dos destilados, que são comumente misturados com outras bebidas não alcoólicas. Com a crise, em muitos casos tornou-se inviável comprar dois produtos diferentes e ainda alcançar o mesmo teor alcóolico das bebidas mistas. Assim, os consumidores, principalmente entre os mais jovens, passaram a optar pela bebida mista em ocasiões de consumo tradicionalmente marcado pelo consumo de destilados, como shows, blocos de rua no carnaval e “esquentas”, inclusive por uma questão de conveniência com um produto que já vem pronto para beber.

Crescimento das bebidas mistas vs. Destilados no Brasil | Volume em milhões de litros

20112016Growth 2011-2016
RTDs/High-Strength Premixes75,74112,3048%
Spirits753,01696,60-8%

Fonte: Euromonitor International

Um dos grandes marcos da categoria de bebidas mistas foi a introdução da linha Skol Beats em 2014 e, principalmente, o lançamento da versão vermelha Secrets em 2016. Juntamente com as bebidas à base de catuaba, esses produtos vieram para desmistificar o estigma da categoria – que por muito tempo foi dominada pela Smirnoff Ice – de ser voltada ao público feminino por oferecer um sabor mais suave e adocicado. Uma comunicação consistente e sólida posicionando o produto como atrativo para ambos os sexos também contribuiu para um aumento mais rápido da base de consumidores das marcas citadas.

As projeções da Euromonitor indicam que a categoria de bebidas mistas deve continuar crescendo a uma taxa média anual de 19% nos próximos cinco anos, acrescentando nesse mercado 155 milhões de litros nos próximos cinco anos. É esperado que as vendas de bebidas mistas representem mais de 56% das vendas de cachaça em volume total até 2021.

About Our Research

Request a complimentary demonstration of our award-winning market research today.